segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Retrocesso (?)

Resolvi desbloquear o blog.
Fechei ele porque uma pessoa conhecida, o namorado de uma amiga mais precisamente, encontrou isso aqui sem querer querendo. Não tenho raiva de forma alguma, eu estava com vergonha, mas liguei o foda-se. Quando eu estava entrando na minha adolescência vivia mexendo nas coisas da minha mãe pra ver se encontrava algo diferente, proibido, etc.
Resumindo: Sempre vivi escondida, me sinto mais escondida ainda bloqueando esse blog.

Fiz uma faxina no banheiro, mais especificamente no vaso sanitário, onde eu vou andar com a cara enfiada, porque cheguei no meu limite, e com o número de compulsões que tenho tido ao longo do dia, provavelmente enfiarei mais a cara no vaso do que no travesseiro. Come e durmo ultimamente, muito, faço ambos excessivamente. Também deixei no meu quarto um balde e um saco de lixo, caso eu não possa ir pro banheiro.

Retrocesso? Loucura? Infantilidade? Desespero? Burrice?
Misture tudo, bate bem na cabeça e no final você tem descontrole, o meu descontrole.

Mas deixo claro que minha meta é não ultrapassar as 1500 calorias, não vou fazer nenhuma dieta de merda que nunca consigo completar mesmo. Mas nem quero pensar em quantas calorias venho consumindo diariamente. Bem mais que 1500.
__________________________________________________________________
Quero agradecer a Boneca Anoréxica pelo selinho que me deixou, fiquei contente por ter lembrado de mim.
__________________________________________________________________
Me perdoem o fracasso, mas nesse caso ou eu fracasso engordando, ou fracasso vomitando.


Abraços e obrigada.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

I'M FINE

Quem assistiu o filme Tudo Acontece em Elizabethtown provavelmente lembra que o Drew, personagem principal, começa o filme dizendo a todo momento, pra todo mundo 'i'm fine'. Mas ele não estava nada bem. Tudo estava desmoronando, e ele estava prestes a cometer suicídio (um suicídio cômico, diga-se de passagem).

É exatamente assim que eu me sinto, exceto pelo fator suicídio. Não estou com a mínima vontade de me matar, ao contrário, tenho vontade de viver. Mas estou aqui, afirmando que estou bem, quando na verdade estou mal.
Mas surge a velha e conhecida frase que só eu posso me ajudar. Eu já estou comprometida a fazer isso. Há dias em que tudo vai tão bem, e há meses em que as coisas caminham de mal a pior. O que eu não consigo entender, é porque, com tanta vontade de viver, há dias em que eu nem sinto vontade de sair da cama...

*continuo tentando.
*Meu estômago está melhor.

*Gente, o que é a banda Cine? Alguém por favor abduza aquelas criaturas! LIXO. O cenário musical brasileiro as vezes dá vergonha. Bandas do momento: Cine, Fresno, NXzero, não sei mais o que...
Cruzes!!! Ao menos dei algumas gargalhadas com o clip da música 'Garota Radical'. Parece aquele programa De Volta Para a Quinta Série, mas com adolescentes mais imbecís.





Não vou desistir.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

I'm toxic.



Em cena, mãe, Be e eu.
-Como é que vocês conseguiram comer toda a torta de bolacha?!?!?!
-Eu só comi uma taça.
O olhar de desespero e ao mesmo tempo pena que a minha mãe me lançou foi... Sem palavras.
Não preciso nem me perguntar porque estou enjoada e com dores terríveis no lado direito na região abdominal.
Preciso me desentoxicar.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Eu vou sair dessa cova que eu mesma cavei, mas...

Está difícil dizer e pensar sempre a mesma frase: Estava indo tudo bem até que... Aí surge um monte de 'ques'. Ansiedade, minha mãe aparecendo com duas caixas de trufas, descontrole total, relaxamento puro. Esses são os meus porquês.
Todo dia o mesmo fracasso, a mesma insignificância na hora de dormir e a percepção de que nada realmente valioso foi feito.

Esperanças que se renovam em cada despertar, mas não duram muito tempo.
Um corpo deteriorado por dentro. Será que ele ainda me perdoará?
Um corpo deteriorado por fora. Não bastasse as estrias e a gordura localizada, ainda tem essa maldita alergia, ou sei lá que troço é esse. Eu já teria ido no dermatologista, não fosse toda a banha. Vocês já viram um açougueiro pegando um pedaço de carne mole? Meu braço é assim, um pedaço de carne mole.

Desespero, medo, angústia e claro, frustração.
Eu havia perdido 1,7 kgs, isso ontem, antes de comer 4 trufas (6 com as 2 hoje).

Envergonho-me de mim mesma.

Vou ter que ir no médico, só que eu acho que antes de qualquer coisa vou em um médico qualquer que me de uma receita de qualquer remédio que ajude a controlar a minha comilança.




terça-feira, 18 de agosto de 2009

Só digo uma coisa: Vou ser magra!

Estou disposta a fazer o diabo pra emagrecer.
Só faço bobagem mesmo.
Mas cheguei em um ponto onde viver assim não dá mais.
Estou conseguindo, e vou conseguir.
De agora em diante vou tirar várias fotos minhas, pra fazer o antes e o depois.

Hoje eu fui à uma entrevista de emprego,tinha umas 10 pessoas, no final ficamos só nós quatro, eu, duas meninas e um menino.

-Eu te conheço de algum lugar! - Disse o guri.
-Não me lembro.
-Tu tem um irmão né?
-Não.
-Mora em que bairro?
-M.V
-AHHHHHH ENTÃO EU NÃO TE CONHEÇO!
(moro no pior bairro da cidade)

Uma das meninas foi para a entrevista pessoal e ficamos eu, o menino e outra menina.

-Nossa, como tu é simpática! -A guria disse.
Eu dei uma risada.
Depois conversa vai, conversa vem:
-Cara, teus dentes são tão bonitos.- Disse o guri.

Sim, se eu fosse uma pessoa esforçada eles poderiam ter dito: Que pernas finas, que braços finos, barriga lisinha ou algo assim. Ao invés disso elogiam minha simpatia e meus dentes.

Quando ficamos só eu e o guri:
-Nossa, eu quero muito trabalhar, detesto ficar em casa- disse ele
-Nem me fale. Desde que terminei a escola engordei um monte. (eu tinha que dizer isso.)
-Mas se tu trabalhar aqui vai emagrecer! Eu emagreci 6 kgs trabalhando no outro emprego. Já engordei dois desde que parei.

Ficaram de ligar pra gente, pra dizer quem vai ocupar a vaga. DEUS QUEIRA QUE EU SEJA SELECIONADA, PRECISO, NECESSITO.

E a guerra contra a gordura foi iniciada, e só terá fim quando eu tirar ela de mim.

Quanto a alergia, está melhorando aos poucos. As feridas 'lá' já estão 90% melhores, mas as bolinhas nos braços, pernas e todo corpo continuam.

domingo, 16 de agosto de 2009

Azar

Primeiro foi uma calcinha compressora, na semana passada. Usei, e realmente ela apertou minha barriga. Uma pena ela ter apertado minha virilha e todo o resto-se é que compreendem.- Começou com uma ferida na virilha, aquela maldita ferida coçava, ardia e eu sem poder fazer nada. Passei uma pomada que sarou a ferida, ou deveria ter sarado. O fato é que estou com feridas mais além da virilha, sim, vamos falar diretamente. Estou com feridas na vagina. Mas antes fosse apenas isso. Não sei o que houve, se foi algo que eu comi, que eu bebi, que eu encostei... To com uma maldita alergia, a pele cheia de bolinhas que coçam. Já tomei tudo que é tipo de antialérgico e nada das bolinhas irem embora.
Por favor não me mandem ir no médico, sei o que irá acontecer lá. E querem saber também? Tenho vergonha de ir no médico porque estou muito gorda. Fora o dinheiro.
AZAR VAI EMBORA!!!


Talvez seja o meu corpo mais uma vez reagindo aos meus excessos. De gordura, semana passada bebi 1 litro de cerveja, comi horrores de fritura. Talvez seja um recado dele.
Preciso abandonar essas coisas.
Bom...
Espero que vocês estejam melhores do que eu.
Mas eu vou melhorar!
Abraços enormes!
P.S-Obrigada pelos selinhos, postarei eles na minha próxima passada aqui.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Who are you?


As pessoas vivem falando umas para as outras: "Seja você mesma!" "O segredo da felicidade consiste em ser você mesmo." blablabla

Mas o que fazer quando você nem sabe ao certo quem você é, ou o que você é?
O primeiro passo certamente seria se encontrar, buscar você mesmo. Mas e quando nem isso dá certo mais?


Quem sou eu?
A maluca, a melancólica, a filosófica, a fria, a sentimental?
Uma mistura de tudo? Deve ser...
Mas vivo me perdendo entre tantas Marcys...




Ah dieta vai bem, até chegar o meio da tarde, quando como feito um urso que acordou.
Que raiva disso.

Abraços!

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Prazeres...

Continuo determinada, e tentando deixar as coisas não me abalarem tanto.
De fato, estou conseguindo em muitos setores. A gordura não me derruba tanto, sou eu quem devo derrubar ela.
Mas ultimamente, não venho sentindo prazer nas coisas que eu faço, ou penso em fazer. As vezes tenho uma ideia, a expectativa fica grande, mas logo vai embora? Será que de tanto quebrar a cara eu auto-assassino as minhas expectativas? Vai ver que é...

Só venho sentindo prazer com três coisas:
* Música. isso realmente me move. Antes de dormir, escuto mp4, e me foco só na música, viajo para lugares que nem eu sei, e sinto sensações, que nem sei se são minhas. Cada música uma sensação... Yellow me faz bem, Imagine representa algo que eu não vivi, mas gostaria, Sunshine On My Shoulder me deixa calma, tranquila, Águas de março me faz querer estar um lugar calmo com sol e vento fresco, Poker Facer dá vontade de dançar, mas eu não danço, Candle in the wind dá vontade de chorar... E assim por diante...

*Leitura. Na leitura vivo histórias que as vezes me confortam. Encontro pessoas parecidas comigo, pessoas que eu detesto, e me sinto ali, naquele cenário, espiando ou vivendo um personagem.

*Seriados e DVDs. Ah como eu gosto de Cold Case, Supernatural, CSI, e agora baixei True Blood. E os filmes? Eu indico Evocando Espíritos. Muito bom. Na verdade tenho muitos filmes pra indicar.

Percebam que as coisas que me proporcionam prazer são feitas por outras pessoas, eu não crio nada, não faço nada realmente útil para o mundo. Pra que planos?
Nem comer me irrita mais tanto, ou me dá tanto prazer.
Mas entreguei um currículo no shopping, já que vão abrir mais de 100 lojas novas, fiz minha carteira de trabalho, e estou em busca disso. As vezes tento estudar um pouco, mas não consigo me concentrar.
Mas lembrem-se de uma coisa: Não vou desistir de forma alguma!

Vou restringir o blog, se alguém quiser continuar visitando, podem deixar o e-mail aqui que eu mando autorização, ou, se preferirem, mandem e-mail para marcyabobora@gmail.com .

Obrigada pela enorme força e estímulo que recebi de vocês no post passado. Amo vocês!!! Amo mesmo!

sábado, 1 de agosto de 2009

Caminhando, e cantando, e seguindo a canção

Geraldo Vandré que me desculpe, MAS EU FAÇO A MINHA CANÇÃO!



Não sou dada a discursos moralistas, tão pouco faço questão de ser correta em tudo. Politicamente, religiosamente, eu realmente não faço questão de andar na linha.
Topa tudo por dinheiro? Eu não topo tudo, mas todo muita coisa.

Me dei conta que eu não conheço nada do mundo, da vida, raramente faço o que tenho vontade e estou sentada à espera de um milagre. Ou melhor, estava.
Como eu venho dizendo, cansei disso e daquilo.
A vida ensina algumas lições, e nós tomamos a decisão de fazer da lição uma arte.

Estou tentando fazer do espelho um amigo, não mais um carrasco.
Estou tentando fazer da comida uma fonte energia, que pode vir com um toque de prazer, e não mais fazer uma porta para números maiores no manequim.
Estou tentando fazer as ‘velhas’ roupas virarem inspiração e ânimo, e não lágrimas.
Estou tentando fazer a pobreza e o ócio virarem vontade e persistência, e não lamentações.

Acho que aos poucos, estou conseguindo.
Ao vestir uma calça que ficava enorme em mim no começo do ano, não me desesperei dessa vez. Estou tomando as atitudes para voltar as calças menores, as blusas menores e aos sorrisos maiores.