terça-feira, 28 de setembro de 2010

Contradição de atos, pensamentos e sentimentos

Ou seja lá o que for.

Tudo estava conforme dito no post passado, tá ruim, mas tá ok. Aí então, sou tomada por uma crise de asma terrível, faltei no trabalho e achei que ia morrer sem respirar em casa. Remédios tomados, perdi as contas de quantos tomei, tremedeira, e aquele medo de morrer, quando o ar entra pela suas narinas, mas parece que dali não passa, não chega ao seu pulmão, você respira mas não respira, não ganha ar. Só consegui chorar de desespero depois de tudo aquilo. Creio já ter comentado esse sentimento contraditório outras vezes aqui nesse blog, o fato de, dia após dia eu me destruir, me por em risco, não me cuidar, aí quando acontece algo assim o medo de morrer, sendo que tantas vezes já me submeti a riscos com lâminas e comprimidos que poderiam ter me levado a morte sim, ou a uma infecção grave em um membro mutilado por um objeto afiado e enferrujado. Enfim, o que isso tudo quer dizer?

10 comentários:

Descomedida disse...

Assisti esse filme da segunda foto essa madrugada. Muito bom. Essa cena é perturbadora.

Eu entendo esse sentimento contraditório, as ações contraditórias.

Desejo melhoras, meu anjo.

Bibi disse...

Significa que você quer viver, flor.
Eu não entendo muito bem o pq algumas pessoas se cortam, tenho pavor de me machucar desse modo, mas acho que o que se pretende não é morrer, mas sim disfarçar a dor psicológica com a física... o que não significa que você queira morrer.

Keep strong!

*Dora* disse...

A primeira foto me deixou paralisada porque é totalmente o reflexo de mim. Eu acabei de salvar e colocar no papel de parece no notebook. O_O
A foto de baixo é de um filme pelo que eu percebi, mas eu não assisti, que filme é? Parece perturbador e bom de assistir.

Eu não entendo os seus sentimentos contraditórios. Pq eu por exemplo faço minhas merdas de não me cuidar tb mas não tenho medo de morrer, na verdade eu tenho vontade de morrer sempre. Deve ser a depressão.

beijo amora

*Dora* disse...

Que coincidëncia! A descomedida fala desse filme no ultimo post dela :)

(●• LIA •●) disse...

Oiee!

Essa sensação é terrível!
Cadê o ar!? Meu Deus ajdude-me a respirar!

É somos tão contráditorias... que nunca iremos nos entender!

A imagem primeira deixar-me pertubada... mas do que já sou!

Espero que esteja melhor!

Abraços e bom fim de semana!

* Fadinha Butterfly disse...

acho que voce precisa de um tempo,
para pensar melhor nas coisas sabe, um tempo para sii..
beiijos

e força

camila, camila disse...

então, esses porquês sempre nos acompanharão... pq eu me puno? pq não me permito melhorar? será q nao quero ser feliz? mereço sofrer eternamente? enfim, ao invés de buscar respostas acho q o melhor é conviver "em paz" com os fantasmas e aprender a domá-los, não deixando-os ti impedirem de ir em frente. ou seja: vá a luta! busque a felicidade, mesmo sem saber se sabera aceita-la... bjuss

~.Ayu-chan.♥ disse...

Eu também, estrago meu corpo das piores formas imagináveis e quando tenho uma crise de dor no peito, começo a chorar e fazer um testamento mental. Fazia tempo que eu procurava o link do seu blog e não achava. Ainda bem que as coisas não somem assim do nada, era meu desinteresse que não me deixava realmente "achar" seu blog, não sei se me entende.

Ramona disse...

A verdade é que por mais que estamos desanimadas, no fundo do poço, sempre tem aquela esperançazinha, ás vezes bem remota, que quer que tudo dê certo no final. Por isso nos cortamos, mas não somos capazes de cortar fundo o suficiente, preferimos esperar mais um pouquinho pra ver aonde toda essa coisa vai dar.! Então, que venha mais um dia!

Lovely disse...

Oi Marcyyy!

Pois é...
Boa pergunta!

Também pensei nisso depois que tive aquele primeiro ataque de pânico e fiquei apavorada porque achei que ia morrer.
E... depois de 1 ano eu tentei me matar.
Isso faz sentido?
Não consigo entender =/

Beijinhos.
Cuide-se e bom domingo ;)