sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Vida Real


A gente tem a mania de volta e meia procurar um culpado para os nossos problemas, daí encontramos a culpa na sociedade, nos nossos pais, em alguém que passou pela nossa vida e cometeu algum erro, e quando nada disso serve, temos o destino aí pra carregar no ombro esse peso do qual queremos nos livrar. Por isso dói, e como dói quando a gente se dá conta de a culpa foi nossa, que racionalmente demos cada passo em direção ao que nos levou ao hoje. Dói ver o que poderia ter sido diferente. Quando é uma e outra coisa vá lá, acontece com todos às vezes, mas quando você pega um conjunto de coisas que deveriam ter sido melhor planejadas e não foram, você se pergunta porque.



Nas últimas semanas pensei, e como pensei, na minha situação, e como cheguei onde cheguei, coloquei na balança as minhas conquistas e os meus problemas. Na hora da pesagem felizmente as conquistas pesaram mais, porque há dois anos eu era uma guria obesa que ficava em casa tentando esquecer a amargura com comida. Consegui um emprego no lugar onde eu sempre quis, pra depois ver que não era tudo aquilo. Descobri o curso que queria fazer, prestei vestibular para uma universidade particular, passei e no começo desse ano lá estava eu, cursando Letras, determinada a lecionar. Só que o que fez com que o lado das minhas conquistas pesasse de verdade, humilhando o lado dos meus problemas, foram meus amigos. Fiz amigos maravilhosos e tive, aliás, continuo tendo ótimas experiências com eles. Saí em férias em junho desse ano e quando era hora de voltar, pedi demissão. Há quase um mês consegui um estágio na minha área e agora estou dando aulas de Inglês. Ótimo, posso dizer que estou começando uma carreira aos vinte anos. Só que nesse meio tempo não fiz as contas, achei que daria um jeito ou achei sei lá o que, mas agora estou com duas mensalidades da faculdade em aberto, só receberei em outubro, estou comprando itens de higiene pessoal no cartão de crédito, vou acabar usando o limite do cheque especial, estou com o celular bloqueado e creio que terei que mudar para um plano pré-pago agora.
Daí pensando nisso tudo, acho que inconscientemente eu sempre soube que seria difícil crescer, ficar adulta de verdade, assumir responsabilidades e ter consciência de que eu sou a única responsável pelos meus problemas.

6 comentários:

A Noiva Cadáver disse...

Perfeito querida, isto é a vida...

Coral disse...

honestamente?acho que nunca é tarde pra mudar...e mudar é quase sempre bom; é o que eu tento fazer todo dia...
parabéns pela postagem, gostei demais da conta! hehe

www.befearlesstospeaknow.blogspot.com

Myself disse...

Sempre estaremos enfrentando dificuldades e alegrias, acredito que isso seja um equilíbrio à nossa volta. Eu fico feliz das minhas dificuldades não afetarem minha felicidade e de serem tão pequenas em relação a ela. Temos que seguir como for procurando sempre o melhor não é? Com certeza vai ter seu controle sobre a comida Hahaha, não se preocupe! Beijinhos.

Mel Amargo Doce Veneno disse...

Todos nós passamos por problemas na nossa vida! Mas a determinado momentos, tudo volta ser bom. A vida é isso mesmo meu amor, é feita de mudança e crescimento.
Sempre que a tristeza me invadiu, tentei perceber porque estava a acontecer tudo aquilo, porque acredito que as coisas não acontecem por acaso, nem as pessoas aparecem por acaso na nossa vida, são para nos ensinar algo.
Beijinho

Colombina disse...

você tem razão amiga
a culpa é toda nossa!
mas vamos ser fortes
beijinhos :*

♣Poppy disse...

Flor, pega o selinho no meu blog! Bjo

amor,

♣Poppy