quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Reflexões




Se você olhar os arquivos deste blog vai ver uma pessoa que ignorou, se deprimiu ou teve crises de fobia no natal.  Agora foi diferente, venho aqui escrever que em 2011 tive o melhor natal da minha vida. Aquela família maravilhosa me recebeu de braços abertos, pessoas divertidas, carinhosas, receptivas, boas. Nunca vou esquecer o que fizeram por mim, e espero um dia poder retribuir o momento, de alguma forma.
Agora cá entre nós, eu sou um problema ambulante. Amei aquelas pessoas, amo meus amigos, mas tenho um problema comigo mesma. Sou tímida como uma pedra, insegura como uma pena na ventania, e talvez às vezes eu passe uma imagem fria, distante, desinteressada ou antipática. Como corrigir isso? Terapia? Acho difícil. Remédio? Já encarei essa. Bebendo? Funciona, mas não quero essa vida. Encarando os fatos da vida de frente? Acho que tenho tentado fazer isso aos poucos.
Mas voltando ao tópico natal e família... surgiu a questão inevitável: Terei uma família grande e linda que nem aquela que me acolheu um dia? Conseguirei manter meus amigos? Conseguirei consolidar uma família? Tenho muito medo de acabar sozinha, como sempre foi. =/
Esse ano fiz uma retrospectiva, como a que a Andie costumava fazer no blog dela todo final de ano. Foi surpreendente ir escrevendo aquilo, relembrando as pessoas que passaram pela minha vida, os acontecimentos bons, ruins, novos, loucos... Sexta ou sábado posto aqui no blog.

7 comentários:

Janna disse...

Ainnn que lindo!
Ter amigos de verdade é como ter uma família escolhida por nós!
O meu natal também foi salvo por meu melhor amigo!

Pense que a vida é um monte de surpresas juntas, umas boas outras ruins... e eu acredito que quando for a hora de ter sua família... será uma surpresa boa! ^^

Cheirinho princesa

Taylor Momsen disse...

Ain flor, fico feliz por vc, ki bom ki seu natal foi maravilhoso. Bem, eu tbm sou assim, às vezes confesso, mas sou, mas quer saber? Eu acho ki vc está fazendo a coisa certa, perceber como vc é já um grande passo e tentar encarar os fatos da vida de frente aos poucos é a coisa mais certa ki vc tem a fazer, acho ki vc está se saindo muito bem, além disso ser tímida e insegura não é defeito, sempre tem alguém ki nos entende e nos aceita como somos, e eu tenho certeza ki vc vai encontrar alguem assim e sozinha vc não vai ficar, nunca nunca, eu sei disso. Quero muito ver sua retrospectiva, acho isso muito interessante, vou fazer uma tbm.

bjo

LADY disse...

Nossa amor que bom!até hj eu naum tive amigos assim!que bom que vc foi recebida tão bem por uma família maravilhosa!sóh depende vc néh querida,se vai ter uma família assim,c vai continuar com as amizades,tudo depende vc!

voadora disse...

Justamente, eu também vejo o quanto as vezes não me gosto, por isso peco para que consiga ficar com a solidão, e consiga ficar com o nada e me sentir plena.. Ah, eu amo esse texto dela *-*

Que bom que seu Natal foi bom (: que bom mesmo, quando temos um momento de felicidade em meio a confusão nos sentimos mais felizes do que deveríamos (por mais que depois eu, excessao espero, depois fique bem triste). É bom de sentir querida (:

E é verdade o que dito num comentário anterior, também acho que tudo depende de voce, depende da sua vontade e do jeito que sua vida vai rumando... Então, boa sorte! Eu também tenho essas duvidas, nunca acho resposta. Assim como vce, tenho medo de acabar sozinha.

LADY disse...

Oi bem,olha pode crê que a gente vai ter muitas histórias para contar com esses laxantes kkk.Que pena que sua vó já partiu :/ espero que vc tenha passado bons momentos com ela,pq esses momentos bons a morte apaga!
beijos linda força!
beijinhos :]

Rascunhos do Presente disse...

O meu natal foi deprimente, prefiro nem lembrar :/

boas ferias amoore.

Mariana disse...

"Sou tímida como uma pedra, insegura como uma pena na ventania, e talvez às vezes eu passe uma imagem fria, distante, desinteressada ou antipática". Eu acho que já fomos irmãs em outra encarnação, rsrs. É tão estranho e tão confortável quando eu chego aqui e me identifico nas suas palavras...
Marcy, espero que seu agradável natal seja apenas uma prévia das surpresas e das melhoras que 2012 te reserva.
Mantenha sua esperança pros próximos dias e continue a escrever. Ainda quero ver seu blog com notícias muito boas. Ah, e eu também gostaria muito de ler sua retrospectiva...
Um forte abraço.