quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Sobre como eu me sinto



Enquanto os braços cicatrizam indicando uma pausa daquilo tudo, os cortes na perna, ainda vermelhos, lembram que algo dói, mas não na pele, esta dor provocada pelos cortes é superficial. O que dói mesmo é um corte profundo e invisível, bem fundo, lá na alma.

Você sente que perdeu o controle e pensa em maneiras de lidar com isso, ou em como reverter essa situação. Enfiar o dedo na garganta e a cara na privada parece uma boa solução. Algo dentro de você dá uma gargalhada alta.

Você está lá, suando frio, enquanto pensa em como fugir do mundo. Olha as cicatrizes velhas em cima de cicatrizes novas... há um contraste na região do joelho. Você tem cicatrizes de infância que lembram momentos felizes. Aquele tombo que você levou enquanto brincava, e o curativo cuidadoso que a sua avó fez. Logo acima riscos lineares e precisos, retos, feitos há pouco tempo atrás com uma lâmina qualquer no ápice da sua tristeza.

Você se olha no espelho e sente uma combinação de sentimentos... nojo, vergonha, medo, raiva. Por alguns instantes tudo o que você mais deseja é ser aquela criança com o joelho sangrando em um momento rotineiro de alegria interrompido por um episódio isolado de dor, diferente da sua vida atual, onde a tristeza tem sido rotineira, com momentos raros e isolados de alegria.



17 comentários:

Anônimo disse...

Marcy ...
Poxa,... Acabei de ler meus pensamentos de sempre nesse post. E não foi a primeira vez. Lembro de quando abri seu blog pela primeira num momento desesperador onde minha mente era nada menos que um buraco negro com direito a chuvas de lágrimas e os cortes escorrendo por braços e coxas retalhados... e ao abrir o blog me aparece "Calma marcy!" eu dei uma gargalhada interna pois no primeiro segundo que vi isso com os olhos encharcados li meu nome no lugar de Marcy e então depois vi que não era. Depois que vi isso consegui me acalmar e por minha bagunça na "ordem" de sempre. Hoje venho aqui mais uma vez e saio mais forte e ainda mais surpresa ao ver o quanto vc parece comigo e o quão forte vc consegue ser. Obrigada e força sempre.

Violet disse...

Nossa flor, é triste saber que você se sente assim... Mas ao mesmo tempo é meio que um alívio, saber que alguém se sente como eu.
Mas pode ter certeza que você consegue fazer tudo melhorar, e to aqui se precisar de ajuda.
P.S: Tu escreve muito bem, parabéns.
Força, florzinha. s2 *

Jєѕѕ ♥ disse...

Oi linda que saudades de vc, que texto lindo foi vc quem fez?
Beijos.

Amora disse...

Olá querida !
Adorei seu blog, estou te seguindo.Você escreve tão bem !Eu não passo por esse tipo de problema e espero não passar, mas imagino que deva ser horrivel. Sempre que precisar de alguem ,pode contar comigo tá?
Beijinhos e força =**

mixi_17 disse...

oi flor, obrigada pelo apoio, olha vc nao pod mais se cortar pense nas cicatrizes q fica depois eu dei um tmpo n faço mais, se cuida um pouco

sabe eu tbm tenhso esses pensamento de vez enquando, mas estamos aki para superar tudo e todos

muita força conte comigo sempre bjao se cuida

Janna disse...

ô minha linda, quando leio seu blog me sinto tão refletida... não, eu não me corto! mas quem disse que a dor não é tão intensa?
Sinto essa dor e essa vontade de voltar a ser criança de novo! :x

Queria é você... parece uma boneca de tão delicada!
E em março estaremos juntas, no novo desafio... seremos transformadas por fora... e quem sabe a transformação não acarreta as mudanças que queremos por dentro? ^^

Força princesa!

Lady disse...

Oi amor,nossa como me identifiquei agora em...eu sinto agora absolutamente tudo isto que vc descreveu!
Estou em uma tentativa para descobrir oque vou fazer para sair desse fundo de poço,já tentei me matar hj háhá dá até vergonha pois acabou como sempre(choro,raiva e vergonha)


Há´haaá kkk "deixa a vida me levar!e a vida leva eu,deixa a vida me levar!e a vida leva eu,sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu"!kkkkk me lembra pagodinho na laje e churrasquinho de gato credooo!!!
Tb odeio pagode!até conheço alguns mais odeio :s
força aí em teus objetivos flor!Se recupera aí gata tú consegue!
beijo flor linda eu te adoro

Inês disse...

se precisares de falar, eu estou aqui, bjo.

Irmãsanaemia disse...

Noosa qe pena q vc se sinta assim, pode contar cmg pra TUDO q precisar, eu sei q vc vai superar, e vai vim aqii com ótimas notícia, Bjão.

mixi_17 disse...

oi lindinha, sabe hj eu tava pensando, qualquer dia eu vo tirar uma foto das minhas cicatrizes para colocar no blog, hj é um idam q to loca pra fazer uma besteira,

mas q nada muita força linda bjao se cuida

A Noiva Cadáver disse...

Me sinto assim : "Você se olha no espelho e sente uma combinação de sentimentos... nojo, vergonha, medo, raiva. "

Gabsi B. disse...

Marcy, como eu queria estar perto de vc pra gente conversar muito, pra te dar um abraço, pra te dizer cinquenta mil vezes como vc está linda e que tudo vai continuar melhorando.
Sei exatamente como vc se sente. Nesse fim de semana eu enfiei os dedos na garganta e vomitei de uma forma que nunca tinha vomitado antes, como se a bulimia fosse como andar de bicicleta e vc não se esquecesse nunca como é que se faz.
Como eu tinha bebido nesse dia, falei pra todos que tinha passado mal por conta do uísque, mas lá no fundo eu sabia que era apenas a vontade de ver o estômago se esvaziar. E a sensação foi boa.
Céus, não sei como vai ser daqui pra frente.

Vc sabe que pode contar comigo, né?

LOVE

Charlotte, disse...

Oi flor, vc esta bem? Pelo seu post não parece! :/ espero q logo fique bem! Força!

Anna Sophia Robb disse...

Oi benhê vai láh ver meu novo lar!!beijo lady :)
troquei por minha segurança ok?bjo

Dreaming Out Loud disse...

Oi floor, fiz um blog e agora posso comentar aqui com ele. Sou a "anonimo" do primeiro comentário. passa lá no blog.
já tow seguindo aqui

http://glitter-songs-and-chocolate.blogspot.com/

Dinha disse...

Oi querida, por onde vc anda? Fico preocupada depois de ler esse post.. espero que esteja bem, se precisar estaremos aqui. Beijos.

Desejo disse...

Chorei mto lendo esse post! Sempre choro quando vejo q alguem se corta! Eu nao me corto a aproximadamente 8 meses! As laminas estao espalhadas pelo quarto, mas to tentando superar!
Eu ja consegui me tratar da depressao! Hj estou bem! Queria conseguir ajudar meninas como vc a conseguir superar! Eu demorei mais pra parar de me cortar do q pra me livrar da depressao! Era um vicio pra mim! Me doi mto lembrar! Mas, e doi mais ver vc assim!
Respira amor, pensa mto antes de pegar a lamina ou antes de pegar na mao da mia! As vezes vc precisa de uma boa noite de sono! E dificil! E lento, mas com o tempo vc vai percebendo q esses pequenos momentos de alegria sao mais importantes e mais valiosos do q qualquer alivio q vc tem se cortando! Eu luto todos os dias contra meu vicio! E sei q vai ser assim pra sempre! Mas poder ajudar alguem me ajuda mto! Tenta fazer algum trabalho voluntario! Vai te dar outro sentido pra vida!
beijos e forca minha linda! Se vc achar q ninguem acredita em vc mais, qndo nem vc acreditar, lembra q tem alguem q nem sabe seu nome de verdade mas jamais deixaria de acreditar na sua forca!