segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Considerações culposas



Tenho plena consciência que existem heróis no mundo que vivem sem braços ou pernas, sem a visão ou sem audição, e isso deveria me fazer sentir bem por estar em "perfeitas condições". Mas quer saber a verdade? Quer saber o que passa aqui dentro? Estou engordando, e a verdade é que prefiro morrer do que "viver" gorda. É simples assim: EU NÃO CONSIGO!
E não me venha com histórias de crianças que tem leucemia e optaram por vencer, ou por cadeirantes que vencem a maratona de não sei o que na raça. Eu não consigo ser assim, e já me sinto suficientemente culpada, e tenho consciência de quão fraca e hipócrita eu sou.
Minha pele voltou a se encontrar com uma lâmina. So deep.
Não dá pra continuar assim. Obviamente não vou afirmar minha covardia acabando com a minha própria vida e trazendo sofrimento para as pessoas que eu amo. Seria o cúmulo da desconsideração. Ao invés disso, vou me matando aos poucos, parece que esse é o meu rumo.



15 comentários:

Anna Sophia Robb disse...

Oi querida,minha mãe que fica falando isso pra mim "olha tanta criança no hospital do câncer querendo viver e vc aí se matando aos poucos" mas eu tb prefiro morrer do que viver gorda e infeliz!
Sabe Marcy vc tem que arrumar um jeito de encontrar a sua felidade,lute todos os dias por ela e quando caires levante e começe outra vez!Eu sei bem que naum éh fácil,mas precisamos ser forte que tudo ficara mais fácil.
Paree com o cutting,isso éh coisa do capeta ele que faz vc fazer isso,Deus chora quando vc faz essas coisas,pensa nisso!
Pensa tb na sua mãe que te cuidou com todo amor,ela tb naum gostaria de te ver assim!
Se recupere Marcy vc consegue*_*
Beijos

Wildflower disse...

Cara, também me irrito quando falam coisas assim para mim... Não importa o cadeirante, a criancinha com leucemia, não tem nada a ver, a gente só quer se sentir bem com o próprio corpo! Também tô começando a pensar que isso não é pecado nenhum, mereço ser magra, estou lutando para isso, não estou fazendo mal a ninguém... Mando minhas energias positivas para vc conseguir se encontrar nesse turbilhão de pensamentos e seguir em frente, linda e magra para sempre. Beijos.

Priscila Lima disse...

Super autêntico seu texto.
Realmente é complicado, mas temos que seguir em frente.

Bjs

Anna Sophia Robb disse...

Oi flor
Que bom flor saiba que só quero ajudar:)
Haaha amor eu tb me identifico muito com vc,as palavras dos seus posts são tudo que passam pela minha cabeça
beijos flor espero que já esteja melhor!

Violet disse...

Eu realmente ODEIO te "ver" desse jeito, é muito ruim.
Você não tem que se matar aos poucos, mas sim aprender, mesmo que aos poucos, a viver e achar um jeito de alcançar suas metas.
Fique bem minha linda s2*

Beatriz Lopes disse...

Olha, citar infelicidades alheias não adianta mesmo e muito menos felicidades. Quando estamos sofrendo, tendenciamos a cultuar nosso sofrimento, justificá-lo de alguma forma porque só nós mesmos podemos enxergar a gravidade de nossos problemas. Eterna tempestade em copo d'água pros outros e um oceano de lágrimas pra nós. Você tem vinte anos, certo? Pense nas milhares de coisas que está perdendo em sua vida, os lugares que poderia conhecer, as pessoas interessantes e bondosas (sim, há poucas, mas não são inexistentes) e todo conhecimento que poderia adquirir. Reerga-se por você! Você é a pessoa mais importante do mundo pra você, e se não enxergar mais isso ninguém vai enxergar. Já tive neura com peso, depressão, vivi a base de remédios. Eles funcionam, mas não há felicidade manipulada que possa comprar o valor do livre arbítrio. Como você disse no post anterior somos nós que escolhemos enxergar apenas os problemas ou os problemas com sua solução. Você pode sim, ser feliz... E magra também! Há um milhão de formas de se emagrecer com saúde e acredite, com exercício físico mais uma alimentação balanceada (não controlada ou radical) não há segredo. E olha, não é preciso ser Gisele pra ser magra. Você já deve ter ouvido isso um milhão de vezes, mas há vários tipos de corpos e com certeza há uma maneira de valorizar o seu. Se estética é muito importante pra você, comece a se forcar em outros pontos, como cabelo, maquiagem, e porque não unhas?! Nail é super divertido, e quem sabe você não descobre um novo hobby? Procurei passatempos, coisas que te deixam feliz, e pelo visto você gosta muito da Audrey (adoro ela também) faça uma maratona de filmes dela e de outras atrizes clássicas (indico Bette Davis e Rita H. que são minhas preferidas). Sinto muito se pareci enxerida, mas sua história me lembrou muito o que passei na vida, e queria muito poder te ajudar como pessoas me ajudaram. Desejo o melhor pra você, muita luz, paz e alegria, que o seu relacionamento com sua família melhores e você encontre muitas surpresas felizes na sua vida! Há muitos momentos felizes escondidos no seu futuro, basta você se desligar de energias negativas e se fortalecer pra encontrá-los! Beijos ;*

Anna Bunny disse...

Ai, eu sei BEM como é. Por mais que eu queira te animar pq não gosto de ver assim, tb sei como CANSA as pessoas tentarem comparar a situação da gente, como q dizendo "sinta-se abençoada". Isso só piora pq a gente SABE q tem gente em situação pior, blablabla whiskas sache, e isso só faz a gente, além de se sentir infeliz, se sentir tb culpada.
Então respira fundo e não dá espaço pra tristeza, e continua sempre lutando pelo q vc quer.
Because i'm sure you'll see, you can't hear sadness over the sound of how awsome you are ;)

Mari disse...

Já pensei várias vezes assim. E volta e meia, penso também.
Ninguém merece ser gordo. Sem mais. :/

Anne C. disse...

olá querida. Sei como se sente, estou passando pelo mesmo que você. ontem a noite mesmo foi assim. Fiquei desesperada outra vez, sozinha, sem saber o que fazer, me odiando como sempre, peguei aquela lâmina e nem pensei duas vezes. Foi um corte, dois, no terceiro saiu tanto sangue que me assustei.
Sei o quanto isso é ruim, e pode ser facil dizer, mas quase impossível ter forças, tentar ficar bem, mas te desejo isso, que fique bem, que tenha força para seguir em frente e lutar pelo melhor.
beijos, se cuida.

A Noiva Cadáver disse...

:(
Espero que melhores, seu post foi muito profundo embora triste.

Ana disse...

eu também penso como voce, prefiro mesmo morrer tentando ser magra, do que viver gorda, e não quero que me venham com essa pressão psicológica de gente passando fome no mundo, de tnta gente que quer viver enquanto eu quero morrer, porque não adianta, é o jeito que agente vive e pronto . :/
melhoras, se cuida, beijos !

Srtª Vihh disse...

Pois é, Marcy... Acho que todos nós estamos nos matando aos poucos de alguma forma. É terrivel assumir esse suicidio lento e mórbido, mais fazer o que, não é?
Então... Acontece que eu também me cobro diariamente pelo quanto tenho sido ingrata. Mas não consigo mudar.
Se cuide e melhoras pra todas nós.
bjOus

Since Alice disse...

Tempo ruim, espero que melhore logo e que tenha ânimo, sério. Eu repito desde novinha que prefiro morrer a ser gorda, sei como é, ainda me sinto assim todos os dias... gorda. Tomara que ventos bons siga em sua direção. Viu que a dreamer voltou?? fiquei feliz e triste por ela não estar bem tbm.

=/
(L)

Atras da verdadeira identidade anaemia disse...

Então tah! Vc não quer ser gorda certo? nem eu.
Uma vez ouvi de um psicologo q eu so vomitava feito uma desvairada pq EU QUERIA. pq td q a gente faz na vida de bom ou ruim parte da vontade nossa. Dieta e comer menos. Vc nao precisa comer p ser feliz e sim nao comer mt para ser magra. Suas metas definem quem vc éah e o q vc ker ser!
Força gata! bju

Kati disse...

Eu não me comovo com pessoas que venceram tais condições ali e aqui... ótimo pra elas, foram fortes, mas o que tem dentro de mim só eu sei...
Se me acham fraca por isso, então sou!

Beijos