quinta-feira, 21 de junho de 2012

Um tombo no caminho




Caí novamente, e caí feio. Lágrimas e sangue, em diferentes momentos, pareciam equiparar-se em intensidade e quantidade.Mas era como se de alguma forma eu precisasse daquilo. O sangue a cair representando o meu desespero, o meu tormento, e na manhã seguinte o choro desesperado, o arrependimento dos últimos meses transformado em lágrimas. Mas o arrependimento e o sangue não tinham ligação. As linhas que hoje são vermelhas e um dia serão quase imperceptíveis me farão lembrar da fraqueza, do desespero e do medo, que eu sei que sentirei muitas vezes ainda, como já senti em tantas outras.

Don Corleone diria que minha atitude foi lamentável, Clementine kruczynskin me entenderia e Holly Golightly sairia para afogar as mágoas comigo. No mundo real, tenho a impressão de que as pessoas jamais entenderiam.


4 comentários:

Rose Cassée disse...

Sei bem como é. Não assisti Breakfast at Tiffany (acho que é esse o nome) ainda, mas li o livro "Bonequinha de Luxo" e é um dos meus favoritos. E uma das coisas que mais me toca é justamente uma das que você colou o printscreen, a relação dela com o gato. E depois quando o cara encontra o gato em outra casa, no final (não sei se no filme é igual) e eu penso: quantas coisas eu já perdi por não querer possuir nem ser possuída por ninguém... E no fim, estamos sós novamente: Eu, você, a Holly...

A Noiva Cadáver disse...

Faço das suas palavras as minhas

(●•Lia•●) disse...

Com certeza no mundo real, ninguém te entenderia... o máximo iriam fazer cara de paissagem ou perguntar:"VC esta bem?" ou "Hum... não entendi...o que vc quer dizer!"

O simplesmente seria louca!

No final... no mundo real, percebemos que sempre estamos sozinhas.

Abraços linda Marcy!
DDD*

Anna Mia 4ever disse...

No mundo real poucos entendem nossas fraquezas flor, mas vc vai dar a volta por cima, e consegui algo melhor, vc merece tem algo melhor,tiro por mim que já passei por isso também. Estarei sempre aqui, olhando como vc está. Beijos