sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Como fazer uma bela tolice em cinco atos


1- Tenha a certeza de que alguém de quem você gosta está de mal com você.

2- Mude o número do seu telefone e trate de não passar este número para a referida pessoa.

(Pinte o cabelo de vermelho ultra intenso nesse meio tempo, tentando ver uma cara nova no espelho.)

3- Ceda a pressão da sua consciência e mande um SMS para a pessoa, avisando que o piquenique foi cancelado. (Na verdade você quer mostrar que não está nem aí.)

4- Receba uma resposta no seu novo número e descubra que às vezes as pessoas ficam sem crédito no celular e sem internet, e mais: Elas até tentam falar contigo quando fazem uma recarga, sem sucesso, porque você mudou o número, lembra?! E existem pessoas que não acreditam em qualquer imbecil que fala a primeira tolice mentirosa sobre você.

5-  Ria. Você foi idiota, tola e imatura. Sinta vergonha, com razão. Diga para você mesma que nunca mais fará isso, ainda que você mesma duvide disso. E principalmente, lembre-se dos potes de doce de leite e semelhantes que você devorava pra curtir a fossa e que isso não adiantou porcaria nenhuma, e mais: Você engordou por pura falta de ansiedade e falta de atitude.




7 comentários:

Babi disse...

Ultima frase fato: engordei por ansiedade e falta mde atitude, mereço um soco na cara

Janna disse...

Marcy, minha linda... Não se torture! Quando sentimos coisas novas, quando estamos inseguras, quando gostams demais... Quem nunca foi tola em momentos assim?
Mas o que é fofo nisso tuso é que o cristal que tinha quebrado... Se juntou, realmente e, pelo meu ângulo, me parece mais bonito e mais refratário... Mostrando muito mais cores e possibilidades quando exposto ao sol.

Quanto aos doces de leite... Logo eles não existiram nem no corpo, nem na lembrança. Por tanto, não se torture ainda mais... Queria eu comer apenas doce de leite...

Cheirinho menina Poulain... Já te disse que também amo a menina das pequenas coisas? *-*

Srtª Vihh disse...

Puxa, Marcy!
Sou profissional em estragar tudo, só que em menos atos, eu diria. Calma, alguma coisa boa acontece para reverter tudo isso dae. Agosto não pode ser tão ruim assim.
Ps: talvez eu acabe com uma barra inteira de chocolate por pura tristeza e ansiedade.
beijos e boa semana

Beatrix disse...

Infelizmente não estou no clima de comentar, mas esse seu post eu não podia perder. Porque também odeio quando "como por amor" e no fim foi "pra nada". Entendo sua dor.

C* disse...

caracas... as piores merdas eh a gente q faz e causa neh bem dessa saudades tb minha vida ta tao confusa... eh tao bom ler algo nao sobre ANAMIA por aqui

Rafa Bordin disse...

olá, Marcy! meu nome é Rafaella e sou estudante de psicologia da PUC-SP. Este semestre estou desenvolvendo uma pesquisa sobre a visão da Análise do Comportamento quanto aos ditos 'transtornos alimentares'. Para isso, precisarei de voluntárias para responder a um questionário apenas e gostaria de saber se vc poderia me ajudar com isso (e as suas leitoras também são muito bem-vindas!). Quero deixar claro que nosso enfoque não é a 'patologização' e que manteremos o anonimato de todas as voluntárias. Nossa pesquisa é sobre hábitos de vida de pessoas com anorexia/bulimia, envolvendo sua relação com hábitos alimentares e exercício físico. Manteremos sempre o anonimato das participantes da pesquisa, mas para validá-la, precisamos sempre de um "Termo de Consentimento Livre e Esclarecido" assinado, o qual enviaremos a vcs. Ah, esse termo assinado não será divulgado, é sigilo total mesmo.
meu contato é: rafa_bordin@hotmail.com
obrigada desde já!

Suuh disse...

o pior é jurar que nunca mais fará isso e fazer novamente "trocentas" vezes e se arrepender de ter feito e jurado em vão.rrsrs bem minha cara seu post... menos pelo cabelo vermelho.rsrs A vida é uma sucessão de erros tentando buscar o unico acerto que talves nos faça um pouco feliz... faz parte... boa sorte no encontro com o carinha!!