quarta-feira, 29 de maio de 2013

E agora, quem poderá me ajudar? + Projeto Saboneteiras

"Somos um exército
O exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz"


Parei tudo. Não sei o que se passa comigo. Não aconteceu uma ou duas vezes, mas várias vezes, doze, pelas minhas contas. Fui chamada para doze entrevistas de emprego e na hora de sair de casa começo a sentir dor de cabeça, tontura, frio, calor, ânsia de vômito...

No começo associei isso à falta de vontade e empolgação com os cargos para os quais eu era chamada, mas hoje, após não ir em uma entrevista num local onde eu gostaria de trabalhar, com horário e salário bom, eu me pergunto o que é que está acontecendo comigo.

Ainda ontem iria em uma festa com algumas amigas que conheci quando estava na faculdade, e tinha chamado dois amigos mais chegados também. Começou a me dar um desespero, e no final da tarde começou a chover, e aquela foi a minha deixa. Torpedos avisando que eu não iria por causa da chuva. Qual é!  Chuva nunca foi problema pra mim, até tirava sarro de um amigo que um dia não quis sair por causa da chuva, e agora eu canto essa pra mim mesma?
A última vez que eu me senti assim foi em 2009, até que uma livraria onde eu queria muito trabalhar me chamou pra fazer uma entrevista e eu comecei a trabalhar lá. Agora nem com a perspectiva de um emprego “ok” eu consegui reagir.


Tenho relacionado tudo ao meu ganho de peso. Uma conhecida disse que pra gorda eu AINDA não sirvo, segundo ela, eu sou normal. Me olho no espelho e sinto falta das minhas “saboneteiras” aparecendo. É estranho, mas é/era a parte do corpo que mais gosto/gostava em mim, e agora não as enxergo. Procurei uma foto onde elas aparecessem para usar como inspiração, não achei nenhuma que fosse lá grande coisa. Na foto abaixo elas aparecem bem pouquinho, mas aparecem. Só que quando vejo essa foto acabo lembrando que era outro tempo, outra vida, outros sonhos... outra Marcy.

Aguardem, no próximo post trarei o Projeto Saboneteiras pra vocês verem.
Posso não conseguir socializar, mas quero minhas saboneteiras de volta.



Aliás, cortei meu cabelo, num desses momentos de crise. Estava mais comprido do que nessa foto onde ele aparece um pouquinho. Agora cortei na altura dos ombros. Cansei.


Obrigada pelo apoio de sempre.

6 comentários:

Holly disse...

Oi Marcy!
Digo e repito que você não é gorda e é linda com saboneteira ou sem,

Esse lance das entrevistas é complicado pra mim porque sempre acho que não sou capaz e também acabo não indo mas é óbvio que não é o certo a se fazer porque perdemos oportunidades. Com certeza isso está ligado a auto-estima =/

Também não estou me sentindo bem, estou me sentindo sozinha e sem vontade de sair. Muito ruim isso ... tenta ir mudando aos pouquinhos e se socializando.
Essa fase vai passar para você ;)

Um beijo e tudo de bom na sua vida.

J.S disse...

Aii que coisa isso.. nem sei o que dizer...
Vc nao pode deixar passar oportunidades dessas :/
tenta seguir em frente, isso não pode continuar, vc tem que fazer algo pra sair disso...
Força
Beijos
J.S

(●•Lia•●) disse...

É complicado amiga... esse desanimo, infelizmente estar ligado sim, ao seu aumento de peso, que por mais que eu ou qualquer outra pessoa diga, que vc não estar obesa, não é gorda como imagina, e não é! Não adianta, vc quer suas saboneteiras... e isto te deixa muito mau, eu sei, pq me sinto assim... e por mais que as pessoas digam:" Vc é normal?! Não é gorda não!" Eu não me sinto assim... sinto obesa sim! Gorda sim!

Massssssssss, eu digo, lute contra este sentimento, tente o vencer, sei que é complicado, dificil... as vezes precisamos muito, muito mesmo de mais do que força de vontade!

Espero saber em breve o projeto saboneteiras. Amo projetos, planos e afins!!!

E ATENÇÃO VOCÊ NÃO É GORDA TÁ!?
SOMENTE NÃO ESTAR NO PESO QUE DESEJA... MAS ISTO NÃO A IMPEDE DE VIVER!

BEIJOS LIA*

Anita Perfeita disse...

Oi Marcy!

Infelizmente tenho que informar que enquanto vc não sair deste desânimo e começar a correr atrás do prejuízo,você jamais vera suas saboneteiras novamente!
É uma etapa obrigatória retomar o ânimo antes de conseguir qualquer coisa na vida emagrecer,arranjar um emprego,estudar...Sabe?

Quando a sua mente não está preparada para fazer algo,mesmo que o seu corpo esteja pronto,é como uma casca vazia e sem vida logo é vencida até pelo vento ou pela chuva,pq não venceu a si mesma!

Harmonize a sua mente primeiramente,prepare-se mentalmente,projete o futuro e infalivelmente tudo caminhará e ocorrerá como vc planejou.

Eu sei que vc sabe que pode recomeçar,erga-te mulher e começa a viver!

E não se dê mais nenhuma desculpa,não se deixe pra depois,como um papel sem importância no fundo da gaveta!

Beijos :)

Aninha. disse...

Oi Marcy, tenha força e ânimo moça! Fique firme. Temos alguns dias ruins mas eles vão embora, tenho certeza (yn Precisando conte comigo, estou de volta beijos

Mysterious Pain disse...

Marcyyy!
Linda a foto, só faltou o sorriso!

Affe, você sabe... Eu tenho o mesmo problema. O pessoal que me conhece nem me convida mais pra nada, porque eu sempre invento uma ou outra. Agora, até acabou as desculpas :P Então, já falo direto... "Eu não quero, não gosto" ou, "seria legal, eu mas prefiro ficar em casa". A verdade é que tenho pavor. Do que? Eu também não sei o_O
Só visto a minha máscara pra ir a faculdade (acredite, eu fico que nem uma drag queen), e o meu compromisso com a sociedade termina por aí.

Mas sabe o que eu percebi nesses anos todos? Colocar o pé pra fora de casa é o passo mais difícil. Sério. Antes de sair, eu também fico péssima. Depois que eu atravesso o portão, fica um pouco mais fácil.
Então, vai aos poucos. Primeiro, sai acompanhada pra dar uma voltinha na quadra e, aí... Vai indo mais longe. Sempre aos poucos.

Força aí ;)
Bjinhos.
Tenha uma bela semana!

K.