quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Comilança, redes sociais, cabelo novo

Como agir em uma fase compulsiva onde você está com apenas duas calças das várias que tem?

Analisando o problema, talvez o meu grande defeito seja a pressa. Tenho pressa para os resultados, e como emagrecer é um processo que não ocorro do dia pra noite, sempre vou empurrando com a barriga, que só cresce. Ontem mesmo, comi meia forma de pão de ló. Isso mesmo, meia forma, com margarina em cima.


Estou naquele momento em que troco interação social por livros, temporadas de diversos seriados e filmes.

Talvez eu precise me desligar 100% do mundo, por um único dia, mas são tantos vícios, tantas redes sociais, tantos SMSs...
E falando em redes sociais, eis que cortei meu cabelo (acima dos ombros, mais ou menos na altura das orelhas) e postei uma foto naquela porcaria de Facebook. Imediatamente surgiram pessoas comentando e algumas perguntando inbox porque eu cortei o cabelo, outras criticando. Claro que eu fui extremamente polida com todos, mas que dá raiva, ah, isso dá! Como eu disse lá, é só um cabelo, cresce de novo, eu já cortei outras vezes blablabla. Afinal, quem me sustenta não é nenhum deles. Talvez eu precise realmente me retirar um pouco do Facebook, terra de gente feliz, animada, amantes da sexta-feira, inimigos da segunda,  etc... eu sou o oposto de tudo isso.


Sobre a mudança: Conversamos e ficaremos mais um tempo aqui, para não fazer nada precipitado. ^_^


Marcy... Marcy não é um fake, é meu apelido mesmo. O rosto continua anônimo aqui no blog por uma questão de respeito pela minha mãe, afinal, não são apenas comilanças que se encontram nesses arquivos. 
Bye.

4 comentários:

J.S disse...

oiii, nossa que chato isso.
Compulsões são horriveis. tente controlar ;)
Boa Sorte
beijos
J.S

Flor de Lótus disse...

Oi Marcy, esse médico que achei não foi sorte não, foi resultado de anos e anos de busca por um tratamento decente...
Facebook também me enche o saco, e ao contrário de vc, eu desisti de ser cordial com pessoas estúpidas que fazem perguntas sobre coisas que não dizem respeito a elas. rsrs Meu afilhado tem 3 anos e sempre que alguém faz uma pergunta sobre assuntos pessoais pra ele ou pra mãe dele, ou para mim quando estou junto (o que acontece muito, porque eu e a mãe dele temos muitas tatuagens), ele em toda sua sabedoria infantil logo refuta "Pessoa enxerida, vai cuidar da sua vida!" Ninguém tem nada a ver com seu cabelo... relaxa...
Quanto as compulsões, adoraria ter um conselho pra te dar, mas no dia que eu encontrar algo que possa nos livrar deste terrível mal, eu fico rica! ahaha
Beijos, querida.

Sophia disse...

Seguindo flor *-*

Lovely disse...

Oi Marcyyy!
Ah, eu gostei tanto do seu novo look! Sério! Não estou falando isso pra puxar saco ou consolar. Eu realmente gostei! ^^
De qualquer maneira... O que importa é que você gostou! Foda-se os que os outros pensam.

Estamos numa fase parecida. Mas, ao contrário de você, eu não sei o que quero de verdade. Sim, sinto vontade de me isolar do mundo. Mas, ao mesmo tempo, tenho medo que isso me torne ainda mais insegura. Então, tento me abrir. Enfim, não dá muito certo.

Compulsões são terríveis, mas... Pão de ló e livros *-* Isso sim que é boa companhia, hehe.

Beijinhos.
Cuide-se e tenha uma bela semana!