segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Revendo... Coisas.


Como eu disse no post anterior, estou sentindo que preciso me desligar um pouco. DESLIGAR. Não há palavra mais adequada. Talvez em algum momento eu tenho pensado no termo afastar, mas ele não está correto. Já estou afastada da maioria das pessoas que eu amo. Passo os dias em casa interagindo com pessoal pela internet. Salvo um dia em que fui no shopping num sábado de tarde, coisa que eu detesto aliás, e duas caminhadas com a minha mãe, não coloquei o pé pra fora. ISSO me faz mal. A falta de contato com quem eu gosto. Mas tem outra coisa me fazendo mal, o maldito Facebook. Estou me afastando aos poucos, talvez eu seja viciada naquilo, nem sei o motivo. Mas a verdade é que me irrita a felicidade montada das pessoas, a alegria descartável das sextas-feiras, o radicalismo de ateus, religiosos, esquerdistas, direitistas, cults de plantão, etc etc etc. Na verdade isso talvez esteja ligado ao fato de que eu realmente não tenho nada de bom para colocar lá, nem uma foto onde minha cara não esteja parecendo uma bolacha Trakinas...

Dieta? Só sei fazer pra engordar.
Exercícios? Tenho me revirado na cama.


Notícia ruim: Semana que vem um corretor de imóveis vem aqui para avaliar a casa, como eu disse, já temos uma pessoa que quer comprar. Estou triste e desesperada, porque não sei como vou sair daqui com meus quatro cachorros, já que apartamentos são horrivelmente mais baratos do que casas, e sinceramente se a minha mãe achar uma “pessoa legal” para ficar com eles, uma pessoa que não seja eu, será uma mágoa que terei para o resto da vida. Não estou nem aí para quem não gosta de animais e acha isso exagero, eu amo os meus, assunto encerrado.

No mais: Não estou tão ruim quanto pareço.


10 comentários:

Anônimo disse...

Moça... vi hoje e lembrei de vc...

www.youtube.com/embed/vljuw3esJRg?feature=oembed

Cecilia Ana disse...

Tinha a mesma sensação que você em relação ao facebook, quando descobri aqueles aplicativos de jogos. Passo o dia inteiro jogando eles com o bate-papo em off... as pessoas dizem que recebm soliticações de jogos minha, mas que não me veêm online, eu digo que deve ser bug do face ou impressão só.

Também não me vejo sem os meus animais. Já gastei fortunas pedindo parentes pra bancar veterinário (pois uma das minhas gatas teve complicação de parto). Não consigo nem imaginar na hora que eles se forem... por isso entendo o que sente :/

Lila Brom disse...

Eu sinto muito amiga,mas essa fase ruim vai passar. Ultimamente todas nos temos enfrentado fases ruins, sobre o facebook, qual de nos não encontrou um escape na internet? Facebook, orkut, jogos, blogs, todo mundo tem o que esconder. Mas concordo que talvez voce deva se desligar sim, porque isso ta te torturando. Sobre seu corte de cabelo, não liga pro que esses imbecis falam, se voce curtiu é o que importa. Adoraria ver, coloca uma foto aqui no blog, tampa seu rosto, enfim..só pra mostrar o corte mesmo. Fique firme, já tentou fazer a dieta do leite? Eu a adoro pra recomeços. Beijinhos

Ludvika disse...

Eu sinto muito por seus cachorros :( Não há nem como alugar um espaço?
Eu mal uso meu facebook, só curto os status de alguns amigos. Odeio intensamente autorretratos. Espero que no fim tudo dê certo :*

Lovely disse...

Oi Marcy!!!
As vezes (quase sempre), o facebook dá no saco mesmo. A maioria das opiniões... Eu deixo passar batido, caso contrário, acabo me estressando a toa. De fato, grande parte das pessoas são muito radicais em suas opiniões. E depois... Eu é que sou doente da cabeça! Pfff --'
Só fico lá por causa das boas músicas/vídeos e algumas fotos (Keith Richards, John Lennon... Sabe como é :P, hehe)

Quanto aos bichinhos. É triste saber disso. Quanto mudei para apartamento, também tive que "dar" os meus cachorros, e... Não vou mentir, dói até hoje :( Minha mãe sempre diz que, se pudesse voltar no tempo, ela teria esperado.
Hey. Ainda assim, desejo felicidades e sucesso nessa nova jornada ;) Força.

Tudo de bom.
Beijinhos!

Babsi disse...

Nossa flor, q barra, já passei por situações parecidas antes, espero q vc fique bem!
Bjo

Anita Perfeita disse...

Oi Marcy!

Guria tu és uma comédia!Hahahahaha!

Quer dizer que nada de exercícios e dieta só pra engordar,cômico se não fosse trágico!Hahahahahahaha!

Quanto aos seus bichos:abandonar ou dar um bicho pra mim é o mesmo que abandonar ou dar um filho,vc nunca se perdoará,é melhor conversar com a sua mãe sobre seus sentimentos,faz chantagem se necessário.

E se possível esperem um pouco mais e tentem mudar para uma casinha mais simples,em uma rua sem saída é sempre mais barato,procure anúncios na internet,nas bibliotecas se lê jornal do dia de graça procure anúncios populares,procure saber com amigos se alguém tem um conhecido pra fazer um negócio por indicação,sempre tem uma boa alma com um preço mais acessível,ou um desesperado por dinheiro que quer quebrar a concorrência,enfim lute pelos seus bichos!

Acredito que ter seus bichos por perto é uma questão de saúde psicológica pra vc,acredite eu sei o quê vc sente,também amo meus animais,não posso imaginar a vida sem eles.

Beijos e sucesso ^^

A Noiva Cadáver disse...

Eu sei bem como é sofrer só de pensar em ficar longe de nossos anim animais de estimação, valem muito mais que alguns seres humanos.
Nós últimos meses eu também tenho convivido mais pela internet do que na vida real.
Espero que você descanse já que está precisando se desligar por um tempo.

(●•Lia•●) disse...

Como já sabe desde que minha mãe faleceu há quase dois anos, que não tenho mais facebook, e hoje não tenho mais vontade alguma de tê-lo, devido a tudo isto e muito mais que você disse. Então de algum modo eu fico feliz, por ter dado a tristeza em que tive que deletar o meu de a minha mãe, e pela tristeza em não mais fazer outra conta.
Sabe é muito fofocas entre parentes... eu mesmo não tendo já sei de coisas que não queria saber, pois meu irmão e cunhadas tem assim como amigas em comum a elas... ai já viu ne´? Meu marido fica louca. Já não gostava agora que não quer mesmo. No trabalha ele e uma colega são os únicos que não tem, são taxados de "desconectados" do mundo! Ele não liga não... eu agora nem ai. Fica minha amigas e colegas dizendo: "Faz um fake, e add somente eu..." Mas todassss falam isso. Se eu fizer acabo add várias. Somente as vezes que poucas vezes, deu vontade neste tempo todo, foi a saudades de vocês(amigas do blog as antigas como vc), mas se eu fizer já sei que daqui a pouco já estou viciada e não paro mais e ainda passando raiva. Fico com o menos popular twitter, que tenho vc's antiga do blog... e o que gosto. E não passo raiva.

Amiga, situação chata, casa é horrível para um cão, vc sabe que tenho o Kauã, meu cão, ele fica as vezes estressado aqui no apê, pois é pequeno... imagina vc com 4. É dificil mesmo. E é igual filho, por mais que vc encontre alguém que "trate bem" não vai ser igual a ti, eles vão senti sempre sua falta. Eu lamento mesmo! Poxa vida!

Não li seu ultimo post. Vou lá dar um lida.

Mas espero que hoje esteja melhor do que o ultimo dia que postou!

Beijos!
Lia*

Anônimo disse...

Oi querida
Se sua mãe aceitar levar seus cachorros leve-os com você com certeza. Eu tinha uma cachorrinha de porte médio em um apertamento (rsrs) minusculo, mesmo! Eu tinha que descer com ela no colo 3 vezes por dia, e andar um super caminho até a rua, já que no jardim do prédio não podia fazer nada, e ela tinha que andar do colo, porque era regra, e olha que ela pesava uns 13 kilos. Eu nunca abriria mão dos meu cachorros também, eles são tudo na vida da gente não é? Infelizmente ela faleceu de câncer no começo do ano, e foi MUITO difícil para mim. Boa sorte e nós conte como vai ser. Stay Strong ever, you're a beautiful girl