domingo, 29 de setembro de 2013

(in)decisões


Contradizendo tudo que eu disse na semana passada, minha vida está completamente pífia e sem rumo, e parece que o único jeito de conseguir mudar isso é sair da cama, tirar o pijama e ir trabalhar.
Estava conversando com a Lovely sobre emprego, responsabilidades e essas coisas, e nos lembramos no filme Beleza Americana, onde o protagonista larga seu belo, estável e respeitável emprego para trabalhar em uma rede de fast food porque ele simplesmente cansou de responsabilidades. Talvez eu vá por esse caminho no momento, já que não quero me envolver em algo que precise dedicação, empenho, amor pela empresa, etc.


Se alguém entrasse na minha cabeça encontraria algo tão confuso, seria como se perder na terra de ninguém. Várias ideias, planos opostos, contradições, letras de músicas, cenas de filmes, tabelas calóricas...
Falando em tabela calórica, não quero nem lembrar quantas calorias tem uma lata de cerveja, porque depois de comer minha salada no jantar, não sei a quantidade de cerveja que bebi.
Acabei contando pra meia dúzia de pessoas traumas de infância que eu não deveria ter contado. Uma delas já sabia, a outra é confiável o suficiente pra saber, quanto às outras, são ótimas pessoas, mas não precisavam saber disso.
Acontece que esses traumas sempre estiveram escondidos, e nunca me espetaram dessa forma porque nunca tive situações envolvendo coisas relacionadas com a situação traumática, agora cheguei em um momento da vida em que coisas acontecem, mas esses traumas parecem me travar demais.

Não aguento mais aquele olhar de reprovação da minha mãe, que diz que tudo que eu faço está errado. Afinal, bobagem por bobagem, ela estava engravidando na minha idade, ao menos eu estou apenas... sendo imbecil.

Foto da menina antes e depois. Inspiradoras, como de costume. 

6 comentários:

Lovely disse...

Oi Marcy!
Desculpa... Meu celular estava desligado. Fui carregar agora, mas não recebi nenhuma mensagem. Seu número ainda é o mesmo? De qualquer forma, passei o dia inteiro dormindo. Precisei de um sossega leão (na verdade, 2) porque... Sei lá, o que me deu! O meu humor está oscilando muito, meus pensamentos estão muito rápidos e a minha concentração está péssima. Mas já estou um pouco melhor.
Também estou num estado de confusão parecido com o que você citou :/ Isso dá um nervoso, né? Me sinto tão impotente perante essa situação, porque não sei o que fazer... E, me pergunto... O que seria o certo a fazer? Complicado.

Pois é... Já me candidatei a algumas vagas de estoquista e repositor. Até agora não fui chamada pra nenhuma entrevista. O que não é de todo o mal, porque essa semana foi um caos, e eu seria descartada mesmo assim :P

Não tenho muito o que dizer quanto aos segredos. Sabe. Eu também já fiz isso. Contei coisas da minha vida para pessoas que não são muito íntimas e... Realmente, a sensação que fica depois não é muito boa. Mas, com o tempo, passa ;)

Beijinhos.
Boa sorte e boa semana.

Sarah Kaeda disse...

Oi, Marcy. Aff, os traumas, o que podemos fazer com eles? Tão encravados em nossa personalidade. Ou se aprende a conviver ou não, né?
Faz muito tempo que não passo por aqui, não me lembrava que você bebia. Enfim, até que tem lógica esse lance de fast food, sabia? Nunca havia levado para esse lado, não precisa de muita ambição pra essa vaga, se é o certo pra você no momento, quem sou eu para dizer o contrário? Vai fundo. E que dê certo. bjous

Ludvika disse...

Ficar no ócio parece que só traz à tona pensamentos ruins, lembranças que machucam... Vá se distrair, além de respirar novos ares ganha um dinheirinho :D

Bárbara Ana disse...

Ooooi.
Sei que não é consolo ter acontecido comigo o mesmo que contigo, mas se te ajuda, vou te contar que já contei traumas da minha vida pra pessoas que eu JAMAIS devia ter nem olhado na cara. Pelo que vc dissse, ninguém vai usar depois a sua fraqueza contra ti, e isso já é bom demais.
Fiz isso bêbada, claro. E sexta que eu enchi a cara num sarau, também foi horrível. Tambêm fiz coisas que não queria ter feito. Meu sonho era ter ido embora antes de me embebedar de vez.
Anyway. Beberemos menos na próxima né?
Beijos!

Bárbara Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda disse...

Uma lata de cerveja tem cerca de 130 calorias. Cara nao se culpe por nada que vc fez ou eeixou de fazer. A vida e sua e vc faz delq oq achar melhor, nao deixe ninguem te julgar nunca. Forca