quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Days


Bem, não tenho feito muita coisa. Meus dias tem sido de filmes, um pouco de leitura, reflexões sobre a vida, música e sono de má qualidade. Tirando a última parte, acho que todo resto tem me feito bem. Fazia um bom tempo que eu não parava para assistir um bom filme, porque estava sempre hiperativa demais, nervosa demais, com medo demais. A perspectiva de nada para fazer me deu a chance de fazer coisas como esta sem me preocupar com o que vem depois.

No meio das minhas reflexões, concluí algo triste, porém reversível. E talvez qualquer um, menos eu, já tenha percebido isso. Eu não tenho respeito algum pelo meu corpo. Me alimento com porcarias, em excesso. Não tenho me exercitado, ainda que o meu corpo pareça implorar por isso, aquele medo de colocar o pé pra fora tem sido maior, mas isso está em manutenção já. Além disso, pensei diversas vezes em me machucar, e pela primeira vez, consegui controlar a vontade de fazer isso. 

E como faz tempo que eu não encerro uma postagem com uma foto inspiração, vou terminar a de hoje com o before/after da crazy girl do momento.

16 comentários:

Vanessa Butterfly disse...

Oiii minha linda, que saudade de vc. Fiquei tão feliz com sua visita e poder estar aqui outra vez é realmente um presente.

Poisé minha flor, tbm já passei por isso e ainda passo. Estou sem trabalhar e estudar por enquanto, isso faz eu surtar, pois ñ saio de casa pra nd, e assistir filmes, ler, refletir sobre a vida faz parte do meu dia a dia, faz bem na dose certa hehe. Mas vc superou algo extraordinário, não se machucar, isso é uma ótima notícia, fico feliz por vc. Minha linda, esse momento de recolhimento emocional é muito bom, se vc souber aproveitar isso, pode crescer muito como ser humano, só não deixe que coisas que AINDA não foram resolvidas atrapalhe vc, ok? Se cuida minha linduda.

Bjo

Larissa M. disse...

Eu tenho tantas marcas, de tantas coisas. Eu não posso usar saia/vestido acima do joelho sem que as pessoas me olhem assustadas pelas várias marcas/palavras nas minhas coxas. Mas sabe, se eu pudesse voltar no tempo, acho que faria tudo igualzinho. Não estou dizendo que se automutilar seja algo realmente bom. Não, não mesmo. Mas é tão... Argh, não sei explicar. Você se sente libertando todos os demônios. Eu penso nisso sempre que algo ruim acontece. Mas eu não me corto mais, e nem sei por quê. Acho que todos os demônios foram embora.
Os seus demônios continuam aí? Você tem de dar um jeito de tirá-los daí, Marcy. Mas sem sangue.

irismiana disse...

Flor, obrigada por ter passado no meu blog. Olhe, eu sei bem o que é isso, eu detesto não ter o que fazer, e para ser sincera isso acontece sempre ao domingo. Eu odeio o domingo, nada para fazer, ninguém para sair, enfim, fico em casa assistindo filmes, lendo vossos blogs que eu adoro , sendo isto a unica coisa positiva dos meus domingos e facebook....ah e me exercito um pouco, resumindo.....tédio total.
Também sou um pouco dependente de medicaçao, mas para emagrecer, pode nem fazer nada mas mesmo comendo coisas pouquissimo caloricas e em poucas quanidades me sinto mais confiante tomando algo que ajude a cortar as calorias que ficam mesmo me exercitando kkkkk
Flor, parabens por já não se estar machucando o tempo todo, espero que um dia já nem o faça mais , pois na minha opiniao há outras formas mais eficazes de se castigar e não tão negativas como essa. Tenha força e deixe de se machucar, seja forte e diga não. Tudo de bom e um beijo grande, vai passando no meu blog.Íris

J.S disse...

Voce arrancava o proprio cabelo? han? o.O
eu tbm tenho panico de sair de casa, mas vou vivendo e tentando controlar.
O mesmo em relaçao á auto mutilaçao.
às vezzes tenho vontade de me cortar, mas controlo.
AIII é oooootimo ficar sem fazer nada, minha vida é assim. nao faço nada o dia todo haha
Beijos
J.S

Bárbara Ana disse...

Heeeey girl
Então, não me machuco faz muitos meses. Já tive fases sem vontade, mas hoje em dia tenho vontade todo dia. Mas beleza, não tenho que fazer as minha vontades!
Não tenho saído de casa. Não, quero, não consigo, não to podendo. Mas que bom que vc está quaaaaase saindo e trabalhando nisso. Trato meu corpo melhor do que antes maaaaas não trato bem. Será que a gente consegue mudar isso de verdade um dia? Bah..
Beijos.

Ana Butterfly disse...

Seus posts são de uma narrativa quase sempre tranquila e da mesma maneira que você tem refletido, ler suas palavras também nos levam a refletir.
Comecei a tomar remédio a alguns meses (sem receita, sei que não devia, mas...) sinceramente me senti como se aquelas capsulas fossem minha salvação, era mágico engoli-las toda noite e ter animo pra "viver" quando o dia amanhecia. Por isso te acho muito forte por estar se esforçando pra livrar-se dos remédios, e também por estar conseguindo não se ferir. Parabéns!
No meu caso, só evito me cortar pra não ter de explicar as marcas pras pessoas depois, por mais doentio que seja, ás vezes gosto das cicatrizes. Yeah, bastante doentio.
Enfim, o que quero dizer, é que seu comportamento é admirável, você está lutando, enquanto muitos apenas se entregam e se deixam levar.
Um passo de cada vez, é questão de tempo até que consiga novamente sair, e ter atividades comuns. Enquanto isso aproveite mesmo, leia, reflita, se divirta, aprenda coisas novas e o que mais o tempo livre em casa lhe permitir.
Cuide-se, e precisando eu estou aqui <3

Janna disse...

Marcy, minha linda, o mundo é realmente difícil... eu creio que um dia eu terei coragem de enfrentá-lo de peito aberto.
E as vezes é tão bom tirar um tempo para nossas coisas, ver o filme favorito, ficar com nossa própria companhia!
E eu tbm acho que não respeito tanto assim meu corpo, mesmo fazendo as coisas de forma mais consciente, eu ainda não o respeito como ele merece.
Espero que a gente aprenda, né? Mas é isso.. um passo de cada vez.
Que bom que pelo menos tenho você por aqui, já que você saiu do face! É sempre bom ter notícias tuas!
Ah.. acho que nossos cabelos estão parecidos, né? Curtinhos e cacheados! :D

Beatrix disse...

Eu gosto muito quando você posta, pois sei a cada postagem você vem e relata teu esforço pra se tornar alguém melhor e tudo, e isso me alivia... Essa semana, pela primeira vez na vida, tive vontade de me cortar... Não bem cortar, mas enfiar as unhas na barriga até doet muito....

Leia, veja filmes, ouça músicas... Leve o tempo que precisar... Quanto a sair de casa para se exercitar, não consegue fazer exercícios em casa? Beijos...

Ah, pode me passar algum email? Precisava falar com vc, mas por sms custaria uns 40 reais rsrsrs...

Beatrix disse...

E mais uma vez, acredite, a vida é melhor sem esse tipo de remédio. Tomei apenas 6 meses e acabei com minha memória, qualquer dia te conto, mas me arrependo até o último fio de cabelo por ter tomado eles um dia. Parabéns, amiga, certas lutas são diárias!

Sopadeborboleta♥ disse...

adorei aqui , força meu amor ♥

Janna disse...

Pode escrever o quanto quiser... quando quiser no meu blog, Marcy. A casa é tua tbm! ;)

Sobre o facebook, ando mais por lá, sinceramente, por causa dos meus grupos de cabelo e do insanity. Tem muita coisa bocó lá...
Outro motivo de não sair é pq minha família tá longe e tudo mais, aí lá é um mecanismo de estar perto, né?

Crescer é tão difícil...
Espero logo acordar no dia em que eu já esteja crescida! rs..
Obrigada pelo teu carinho de sempre, tá? Gosto muito de você.

Cecilia Ana disse...

Bom dia!
Estamos no mesmo barco no mar de reflexões.
É fácil chegar a uma conclusão, difícil mesmo é colocar a mão na massa, se esforçar, o que não me tem acontecido.
Obg pelo comentário.
Volte sempre ♥

Jaque disse...

Oi Marcy.
Te achei pelo blog da Janna =]
queria dizer que realmente, para começarmos a aceitar todas as violências feitas/ditas contra nós (as vezes por nós mesmas) leva um tempo de reflexão e aceitação bem grande... o meu começou ano passado e ainda estou trabalhando com isso.
Só consegui dar este passo para fora, para fazer minha atividade física, quando eu tive um tempo e um flash onde meu corpo gritou "SOS" e realmente, os médicos confirmaram que ele tava pedindo socorro mesmo... rs
Mas acima de saúde, estética ou qualquer outra coisa, precisamos nos entender com nosso psicologico pra conseguir enfrentar essa barreira, e isso é pra vida toda.
Espero que eu possa vir aqui mais vezes e que você consiga dar um passinho de cada vez, com calma.
Um beijo!

Luiza Marchi disse...

Oi querida, sua relação com o teu corpo é idêntica á minha. E você também sofreu abusos?
Será que poderíamos conversar por e-mail? Eu nunca tive a oportunidade de falar com alguém que já viveu o mesmo que eu. Podemos?

E-mail: luhgp_s2@hotmail.com

beijo, se cuida...

Vanessa Butterfly disse...

Oiii Marcy que bom que vc gostou do nome do meu blog,fico muito feliz.

Poisé amiga, acho que vc faz muito bem em esperar as coisas se ajeitarem para só então levar currículos e tals, faz muito bem em investir no seu bem estar. Se cuidar é tudo de bom. E aproveitando que toquei no assunto de se cuidar, o que vc acha de participar de um desafio mega lindo pra emagrecer e estrear 2014 linda e poderosa? Tá rolando no meu blog em parceria com minha amiga Sophie um desafio para o mês de novembro, dá um pulinho lá e confere, se gostar, sinta-se a vontade para fazer sua inscrição, eu amaria ter vc com a gente nessa.

Minha linda, te espero.

Bjo

ka Lima disse...

Oi Marcy!!!
Vim te agradecer pelo apoio no meu blog, e dizer tbm que é verdade, ninguém quer morrer. Mas eu não gosto dessa minha vidinha medíocre.
Quanto ao teu post, verdade, nós passamos tanto tempo aprressados e nervosos que esquecemos como é bom dar uma pausa pra praticar coisas simples da vida como ver um filme.
Que bom que vc está tendo essa consciêcia sobre o seu corpo, torço para que vc melhore cada vez mais, e que seja cada vez mais feliz.
Bjus!!!