terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Bye!


Mais um final de ano, e mais uma postagem dia 31. Acho que 2012 foi o único ano em que não postei nesse dia. Não sei bem o que dizer, ou melhor, até sei, mas não sei como organizar as palavras.
Abri o Word para escrever o texto, e me preocupou ver que tenho aberto a Paciência Spider com mais frequência do que o editor de texto!

Aquele balanço básico...
Lá por Setembro, eu pensava em como 2013 tinha sido e estava sendo uma bela bosta de ano, aquele onde a maioria das coisas dá errado. Hoje realmente vi que não foi bem assim. Algumas coisas deram errado. Eu realmente engordei, não consegui trabalhar depois de abril entre outras coisas menores. PORÉM, eu vi a minha mãe voltar à vida depois de ficar dois dias em um estado quase vegetativo, e depois disso, vi a reunião da minha família acontecer novamente. Todas aquelas pessoas que não falavam com a minha mãe por motivos bobos (política, a falta de aptidão social da minha mãe em alguns momentos, etc) vieram ver ela, e de repente, até tivemos um almoço de natal em família, e eu tinha me esquecido que isso era legal com a minha família. Brinquei de boneca com uma prima de seis anos e assim como Amélie Poulain, vivi o prazer das pequenas coisas.
Sem planos para específicos para 2014... quem sabe do futuro? “Eu quero ter um milhão de amigos e bem mais forte poder cantar...


Um feliz ano novo para todas vocês que estiveram por aqui em 2013, o ano em que, lá na finaleira, pela primeira vez em muito tempo, meu transtorno alimentar se tornou coadjuvante e não protagonista da minha vida.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Um coração com buraquinhos

Tá, estou meio pra baixo. Acho que isso envolve o fato de que a minha mãe está viajando, eu estou no meu período menstrual e tenho algumas pendências pra resolver.
Acho que está na hora de encontrar o meu caminho, redescobrir o que eu quero, do que eu gosto, pra onde ir.

Às vezes eu confio nas pessoas erradas, nos momentos errados, mas infelizmente eu sei que nunca vou aprender. Volta e meia isso me acontece. Fico ferida, mas depois cometo o mesmo erro. Não perco a fé nas pessoas, mas acredito que tudo que você faz é uma semente, e depois você colhe. Esse foi apenas um desabafo aleatório mesmo, coisas da Marcy.



terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Dias e Dez Fatos Sobre Mim


Na verdade não há o que contar. Mamis segue se recuperando. Vai passar uns dias no interior com minhas tias, o que vai me dar cerca de seis dias em casa sozinha, entregue à mim. Como quase tudo na vida, isso vai ter dois lados. O positivo vai ser poder assistir uns 5 DVDs por dia sem hora pra nada e poder montar uma árvore de natal de surpresa pra quando ela voltar (se eu achar a velha árvore entre mil caixas empoeiradas). O negativo vai ser a preocupação com a minha mãe junto com minhas tias chatas... e cerca de sete horas de viagem, né mole não. Mas por que tu não vai junto Marcy? No segundo dia eu estaria com cara de bunda... acabaria atrapalhando. Além do mais, minha mãe não vai sozinha e nem vai ficar sozinha lá, ela também disse que fica mais tranquila com alguém em casa.
Minha alimentação? Só sei que engordei. Mas estou mais preocupada com a questão da saúde do que com a estética, pela primeira vez na vida.

Agora o meme que a Ayu me indicou. 10 FATOS SOBRE MIM

1 – Sou apaixonada por séries. Acompanho várias. Mas a série da minha vida sem dúvida é F.R.I.E.N.D.S. Vivo comparando momentos da minha vida com situações vividas pelas personagens da série. Essa comparação acontece também com New Girl e Seinfield.


2 – O melhor final de semana da minha vida foi em 2006 quando fiz uma oficina de teatro com um baita diretor. Sempre quis fazer teatro e um dia farei de novo uma oficina.


3 – Sempre gostei de ler, mas aos 13 anos encontrei com meu autor preferido, Sidney Sheldon. Sou uma fã. (pseudo)cults debocham.

4 – Uma das grandes dúvidas da minha vida é quem é meu ator preferido... De Niro ou Tom Hanks?!

5 – Se eu gosto de um filme, não tenho problema em assistir ele 837837873 vezes.

6 – Falando em filmes, troco qualquer festa por um bom filme.

7 – Tenho pavor de dentista. Não é medo não. É horror. Fobia. Pânico.

8 – Sou apaixonada pela série Diário de um Banana.


9 – Tenho muita vontade de cantar Menina Veneno no karaokê.

10 – Acreditei em Papai Noel até os 10 anos.


 *Indico esse meme pra quem quiser, quem vier.