domingo, 17 de maio de 2015

Virando uma página. Ou mudando o livro?


Virar uma página não é fácil, ainda mais quando se tem que enfrentar uma crise familiar, pessoal e profissional ao mesmo tempo. Talvez esse seja o grande sinal de que está mais do que na hora de recomeçar. Eu poderia escrever recomeçar pra valer, mas isso não existe. Durante mais de dez anos fiz coisas tão horríveis com meu corpo, em busca de um padrão que me foi mostrado, pra evitar os sermões das minhas tias sobre como era feio e não-saudável ser uma guria gorda. E quanto eu me machuquei por conta disso. Me machuquei em todos os sentidos.

Machuquei todo o meu sistema digestivo com anos de laxantes e vômitos induzidos. Machuquei meu sistema nervoso tomando remédios controlados para emagrecer, que me levaram aos calmantes. Aos 13 anos, com 103kgs um médico me receitou ANFEPRAMONA, combinada com diurético e 2,5mg de Diazepam 2x por dia. Foi um médico que receitou. Tomei aquilo por meses, emagreci um monte (preciso dizer que depois engordei?).... e isso já fazem dez anos. No meio disso outros médicos me receitaram antidepressivos que desencadearam convulsões, antidepressivos que trouxeram compulsões... entre tantas coisas. É obvio que meu cérebro já está calejado com remédios e dificilmente um medicamento em dose normal vai me dar o resultado desejado. Talvez eu precise de uma desintoxicação, mas da última vez em que tentei parar com tudo, inclusive o calmante anticonvulsivo que tomo, tive duas convulsões, então tenho um medo absurdo. 
Machuquei minha pele incontáveis vezes com cortes que variam entre superficial e profundo (não o suficiente).
Machuquei todas as pessoas que me amavam/amam por me verem passar por tudo aquilo.

Cansei e não quero mais me machucar, nem machucar ninguém. Mas é uma página que está recém-virada, e às vezes um escritor não sabe como começar uma nova história, mas ele não desistirá. Eu não vou desistir. Por mim, pela minha mãe, por qualquer pessoa que goste de mim.

8 comentários:

Anita Perfeita disse...

Ah Marcy...

De todas essas feridas, restou a cicatriz da lembrança, para que você não esqueça o seu real motivo para nunca desistir!

Quando história encontra seu ponto final, o escritor sabe que está livre para começar um novo livro!

E que as próximas páginas da sua vida sejam cheias de coisas boas, coloridas com pessoas nobres, dias alegres, atitudes positivas, prosperidade e romance!


Beijinhos ^^

Alice disse...

Marcy,sábia decisão a sua.
Um bom escritor sabe quando tem que mudar o enredo da história e é basicamente isso que vc fez...Optou por sua saúde,por aqueles que te amam,optou por tentar ser feliz e saudável...
Não importa qual seja a sua escolha a vida segue e estou aqui do outro lado torcendo pra que essa nova história venha cheia de capítulos felizes.

Que vc tenha muito sucesso nessa vida!

Beijos

Ana Alves disse...

Chega um ponto em que nós cansamos, de sofrer e de fazer sofrer também. Ver aqueles que amamos sofrendo por nós faz a dor toda se multiplicar...
Fico feliz em vê-la decida a mudar, a ter uma vida diferente. Você merece ser feliz, Marcy! Quero que saiba que apesar de virtual, minha amizade é verdadeira <3 E estarei sempre torcendo pelo seu sucesso e felicidade.
Escrever uma nova história não é fácil, mas quando decidimos assumir o controle da situação (como você fez) então ouso dizer que já estamos na metade do caminho :)
Tudo de melhor pra ti ^_^

Lorena Flores disse...

Parabéns por tomar essa atitude.
O primeiro passo é sempre mais difícil
Torço por ti sua linda
😘 obrigada por comentar lá no blog
❤💙💋

LUIZA disse...

a melhor forma, mesmo que incial, de começar uma nova página, é justamente fazendo isso que fez: ESCREVER.
Sempre descambo pro teclado, pro lapis e pro papel, ou pras notas do celular.
Continue com esse pensamento, adapte-o, e tenha força !
boa sorte, beijos !
Luiza

Hellz. disse...

A primeira vez que tomei remédios pra emagrecer na vida eu tinha 12 anos.
Emagreci pra caramba e engordei pra caramba muitas e muitas vezes. Tô começado a acreditar que não há solução pra mim.

:(

espero saber mais sobre a sua jornada. Quem sabe o final feliz não vem pra mim também.

beijo
beinghellz.blogspot.com

(●•Lia•●) disse...

Sabe que estou torcendo que sua nova página seja repleta de novas descobertas e escritas que te tragam bons frutos. As vezes temos que passar por momentos ruins para descobrir o que temos que fazer de bom em nossas vidas.
O bom é que você pode enxergar tudo isto, e ainda dar tempo de você escrever uma nova história.
Seja feliz!

Queen B disse...

Fico feliz por você! Seja forte por si mesma, sempre! Jogue o livro no lixo, comece um novo livro, novo, com capa nova, tudo novo!
Beijos, Queen.