quarta-feira, 14 de outubro de 2015

"Nada Ficou no Lugar"

Estou confusa. Talvez essa postagem também fique.
Tenho necessidade de escrever. Me sinto um tanto quanto esgotada. Por um fio. Fino. O sorriso no rosto, antes quase natural, agora é visivelmente forçado. "Que olheiras são essas?", andaram me perguntando. Não sei. 

Parece que minha mente por vezes se esconde em algum lugar, e quando volta, eu começo a me dar conta de todos os erros, e tenho vontade de desistir de tudo. 

Está tudo embaralhado na minha mente. Eu só quero que as pessoas que eu amo fiquem bem, sei que para isso, em teoria, eu teria que ficar bem, se eu ficar.
E não quero influenciar jovens garotas que visitam esse blog de forma negativa.

Não sei mais quantos quilômetros dessa estrada árida consigo percorrer.