terça-feira, 9 de agosto de 2016

And If...


Lembro de poucas vezes em que estive pior do que hoje, ontem e anteontem.
Meus braços levam novas feridas, superficiais, mas ah, quem dera tivessem sido fatais. Ainda estou confusa pelos remédios. Eu tomei tantos que dormi por tanto tempo, mas tive tantos pesadelos, que não consideraria dormir.
Então pela primeira vez, sim, eu tentei me matar, e continuo com essa ideia. Não fosse a minha mãe,eu já o teria feito. Mas imagina ela, me encontrando com a boca espumando, envolta em uma poça de sangue... sei que ela não causaria isso pra mim, não quero causar à ela,
Eu me mataria hoje, sem dúvida, se não fosse pelo sofrimento que eu causaria à minha mãe.

Um comentário:

Senhora Psicótica disse...

Infelizmente não li seus dois últimos posts, e agora que os li sinto-me triste e incapacitada por não ter como convencê-la de que a vida é muito mais que os problemas que nós, na maioria das vezes, enchergamos maiores do que realmente são.
Querida Marcy, certamente sua mãe sofreria imensamente caso a visse desfalecida. Continue observando os que estao ao seu redor, que além de re amarem sofreriam muito com uma partida tão brusca e trágica.
Fica bem querida! Que Deus te ajude com suas dificuldades!